Novidades do Blog

Que tal um exercício para observar os desequilíbrios corporais?

Esta postura feita no Yoga e chamda de Adho Mukha Svanasana (cachorro olhando para baixo) e que, pode ser uma boa forma de transição e fluidez no pilates quando você deseja trocar de posição lembra também alguns exercícios do repertório no reformer, como o início do arabesque (repertório avançado) não é mesmo?

Mas hoje ele aparece na nossa coluna pois ele é um bom movimento para você analizar e corrigir os desequilíbrios corporais. Para alguns, esta posição vai significar flexibilidade e abertura, e praticantes encurtados podem reclamar, bem como as pessoas que não possuem equilíbrio entre massa muscular e flexibilidade, como é o caso de fisioculturismo. Já os indivíduos que possuem articulações flexíveis podem cair nas hiperextensões e terão dificuldade em manter os alinhamentos, neste caso o quesito estabilidade será o desafio.

Mas para todos, o chamado “cachorro olhando para baixo” usa a força dos braços e pernas para buscar o alinhamento da coluna. Além de todo o trabalho de fortalecimento e alongamento a descarga de peso nas mãos e pés prepara nosso organismo para descargas mais desafiadoras.

Experimente observar uma pessoa praticando, pode ser inclusive a minha foto aí de cima que apresenta muitas correções a serem feitas, transforme este momento num laboratório de análise dos padrões do corpo: que região está mais fraca? Onde vejo a músculos mais fortes? Contração? Flexibilidade? Onde existe mais cansaço? Quando aprofundamos nosso olhar neste caminho, encontramos equilíbrio entre a força e a flexibilidade para todo o corpo.

Algumas dicas para ajudar no ajuste:

  • Busque eliminar a contração dos ombros, a posição das mãos um pouco afastadas ajudará.
  • Proteja seus cotovelos das hiperextensão.
  • Para um posicionamento saudável do pescoço, alinhe as orelhas com os braços e busque manter a cabeça na mesma linha da coluna.
  • Se a parte posterior das pernas for encurtada, execute o movimento com os joelhos flexionados e aumentando o afastamento dos pés você pode executar com mais facilidade.
  • Estimule o ato de empurrar os ísquios para o teto, isto vai te ajudar no alinhamento da coluna.
  • E sempre conecte-se com a respiração buscando uma mente serena.

Colocando este movimento na sua rotina semanal de exercícios você com certeza desenvolverá músculos mais fortes e flexíveis. Independente das qualidades do seu corpo, trabalhe sempre a energia e consciência, eu EU INTERIOR vai se beneficiar, alinhando-se e brilhará com muito mais força e elegância. Boa prática e até a próxima.

Por Ge Gurak

Instrutora que atua há mais de 14 anos com Pilates e Yoga e teve a chance de aperfeiçoar-se na Índia, além de possuir especialização em ZEN•GA™ e representar o método Garuda® no Brasil. Conduz suas aulas no Centro de Treinamento da TcPilates (www.tcpilates.com.br)

Compartilhe este Post

Opiniões

Os comentários aqui postados não representam nossa opinião.
A responsabilidade é exclusiva do autor da mensagem.

Dê sua Opinião